Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, estreia em Cannes

Equipe do filme pernambucano Aquarius no tapete vermelho do Festival de Cannes. Foto © P. Le Segretain / Getty Images
Equipe do filme pernambucano Aquarius no tapete vermelho do Festival de Cannes. Foto © P. Le Segretain / Getty Images

O dia mais esperado para o cinema brasileiro chegou.

O filme Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, teve sua première no Festival de Cannes. O filme, que está concorrendo à Palma de Ouro – premiação principal do festival -, foi exibido na manhã (no Brasil) desta terça-feira (17). Segundo os jornais que estavam presentes, o filme foi aplaudido de pé! <3 #Orgulho para o povo brasileiro, e pernambucano (lógico).

No longa Kleber traz a história de Clara (Sônia Braga), uma mulher de 65 anos, jornalista, escritora e viúva com três filhos, e que luta “contra” uma construtora que quer demolir o prédio onde ela mora (o único estilo “antigo” da beira mar) para substituir por uma grande construção. Durante esse processo ela “reencontra” a Clara do passado junto com seu presente e seu provável futuro.

Concluindo sobre o tapete vermelho: a equipe do longa não fez uma “simples” entrada. Kleber, Sonia, Maeve Kinkings, Humberto Carrão, Allan Souza Lima, a produtora Emilie Lesclaux e equipe, subiram a escadaria do festival e tiraram do bolso e bolsas plaquinhas contra a atual situação política no Brasil. Confira nos cliques do próprio festival.

Sonia Braga no "RedCarpet" do Festival de Cannes. Foto © P. Le Segretain / Getty Images
Sonia Braga no “RedCarpet” do Festival de Cannes. Foto © P. Le Segretain / Getty Images
Diretor, elenco e equipe em protesto contra a atual situação política do Brasil. Foto © P. Le Segretain / Getty Images
Diretor, elenco e equipe em protesto contra a atual situação política do Brasil. Foto © P. Le Segretain / Getty Images

 

Gostou do meu post? Então compartilha!

Carol Cruz

Uma pessoa completamente apaixonada pela cultura (por todo tipo de cultura), uma produtora vidrada pelo mundo do teatro, principalmente dos musicais. Viciada em uma adrenalina de uma produção, seja ela em um ao vivo ou em um evento. Fofurices me encantam mas Caetano também. Escreve culturalmente através deste blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *