E o Globo de Ouro 2017 vai para…

Golden Globe statues are displayed at the 73rd annual Golden Globe Awards nominations at the Beverly Hilton hotel on Thursday, Dec. 10, 2015, in Beverly Hills, Calif. The 73rd annual Golden Globe Awards will be held on Sunday, Jan. 10, 2016. (Photo by Chris Pizzello/Invision/AP)(Photo by Chris Pizzello/Invision/AP)

Como falamos mais cedo, no postanterior sobre aos pré-indicados ao Framboesa de Ouro, finalmente começamos a temporada de grandes premiações.

E começou com o Globo de Ouro que aconteceu no último domingo (8), em Los Angeles. O prêmio é praticamente um “rascunho” de como será o próximo prêmio, o principal do cinema, o Oscar.

Os vencedores de hoje eram bem esperados. Não tivemos muitas surpresas, principalmente quando o assunto era La La Land. O filme, de Damien Chazelle, era o principal indicado da noite concorrendo em – simples – 7 categorias, e levando TODAS. Entre eles a de melhor diretor, melhor filme de comédia ou musical e melhor atriz e ator.

Equipe do novo musical La La Land, de Damien Chazelle, com Emma Stone e Ryan Gosling. Foto: AFP.
Equipe do novo musical La La Land, de Damien Chazelle, com Emma Stone e Ryan Gosling. Foto: AFP.

Alguns pontos principais da noite:

A apresentação do – querido (eu gosto, podem me julgar) – Jimmy Fallon foi simplesmente terrível. Apesar de o Globo de Ouro ser um prêmio mais descontraído, o apresentador, que já tem todos os pés na ironia e na comédia, deixou um pouco a desejar na premiação. A mesma que também foi extremamente desorganizada. Ninguém estava entendendo como que a produção escolheu a ordem da entrega dos prêmios. Algo extremamente fora do nexo (pelo menos do começo para mais da metade da noite).

Roteiro da apresentação veio sem muito humor. Muito sem graça a apresentação de Jimmy Fallon. Foto: AFP.
Roteiro da apresentação veio sem muito humor. Muito sem graça a apresentação de Jimmy Fallon. Foto: AFP.

Soube agora, que o motivo para toda essa desanimação do Jimmy foi o querido de todos os apresentadores: o teleprompter (aquela telinha que fica passando todo o roteiro). Ele travou ou quebrou, algo do tipo. Aí ouvi falar: “Quem sabe faz ao vivo!” (em relação à “incrível” improvisação do apresentador. Mas será que ele sabe fazer mesmo? Eu não sei. Só sei que não me agradou muito. Nem agradou muito quem estava no twitter).

Mas o ponto alto da noite, sem dúvida NENHUMA, foi a homenagem à atriz – maravilhosa – Meryl Streep, que recebeu o Prêmio Cecil B. DeMille. A rainha. A diva. A que já foi indicada ao Oscar 19 vezes e ao Globo de Ouro 30. Sim! 30! E pra esse momento ficar melhor ainda, a atriz recebeu o prêmio das mãos de outra pessoa incrível chamada Viola Davis. Outra atriz que rouba a cena. Os discursos das duas foram extremamente emocionantes. (Depois vou procurar e fazer um post com o texto completo de cada uma).

Antes das falas, um vídeo foi apresentado com as inúmeras atuações da grande homenageada. Uma atriz que realmente é única. Os personagens dela nunca parecem que “já foram vistos”. Sabe quando o ator é sempre o mesmo? Com ela isso definitivamente não funciona.

C1s3P3BW8AA2gIWViola destacou Meryl como a mulher que conversa te enxergando. Uma mulher na qual ela é extremamente fã e a inspira: “Fico imaginando onde você vai quando você faz seus personagens. Você é uma musa. Dama Meryl, eu enxergo você! Eu te enxergo.” Citou também quando o seu marido a telefonava, durante as gravações    de Fences (onde dividia o set com Meryl), perguntando se ela já tinha dito para Meryl o quanto era fã, e como ela era sua inspiração.

Já a homenageada da noite começou o discurso com um pedido de desculpas: “Amo vocês, mas me desculpem pois estou sem voz.” Dizendo que perdeu a voz quando teve algumas irritações e aborrecimentos por esses dias. Depois agradeceu primeiro à Academia, citou quem “compõe” Hollywood, que o faz. Citou inúmeros atores que vieram de fora, de outro país, de outra cidade. Logo após às citações, ela começou com um discurso forte e crítico. (como disse, vamos postar logo mais o texto completo). Respondeu à uma pergunta que fizeram há algum tempo: “Não é um privilégio ser uma atriz? Sim. Um privilégio e uma responsabilidade. Todos deveriam ter muito orgulho da nossa profissão”. Finalizou, então, com uma homenagem à – eterna – Carrie Fisher (sua querida amiga): “como diz a Princesa Leia: Pegue o seu coração partido e transforme-o em arte”.

Outro momento especial foi a homenagem, em vídeo, à Carrie Fisher e Debbie Reynolds, mãe e filha, Princesa Leia e Kathy Selden, que nos deixaram recentemente.

E por último, mas não menos importante, destaque para as premiações de Elle, do diretor Paul Verhoeven, que levou na categoria melhor filme estrangeiro, o que foi uma surpresa. No Critics Choice Awards, Neruda levou o prêmio, ou seja, a gente esperava que Neruda também ganhasse o Globo de Ouro.

Elle é um filme com inúmeras críticas, mas com inúmeros elogios também. Com certeza a maior surpresa de todas foi a atriz Isabelle Huppert, a principal do filme, ter levado o prêmio de Melhor Atriz em Filme de Drama.

Vamos aos vencedores?

Melhor Ator Coadjuvante

Aaron Taylor Johnson por Animais Noturnos

Melhor Ator – Série Dramática

Billy Bob Thornton por Amazon

Melhor Atriz em Série de Humor ou musical

Tracee Ellis Ross por Black-ish

“Todas as mulheres de cor, e pessoas coloridas! Cujo as ideias normalmente não são levadas a sério. Mas estou aqui para ajudar vocês” 

Melhor Série de Humor ou musical

Atlanta

Melhor Atriz em Minissérie ou Série para TV

Sarah Paulson por People v. O. J. Simpson American Crime Story

Melhor Minissérie ou Série para TV

People. v. O. J. Simpson American Crime Story

Melhor Ator Coadjuvante em Filme para TV ou Série Limitada

Hugh Laurie por The Night Manager

Melhor Trilha Sonora Original

La La Land

Melhor Canção Original

City Of Star, do filme La La Land

Melhor Atriz Coadjuvante

Viola Davis por Fences

“Não é todo dia que Hollywood decidi traduzir uma peça para o cinema. É uma coisa que não gera muito dinheiro”. Disse Viola em seu discurso de agradecimento.

Viola Davis levou Globo de Ouro para casa e ainda homenageou a amiga de trabalho Meryl Streep. Foto: AFP
Viola Davis levou Globo de Ouro para casa e ainda homenageou a amiga de trabalho Meryl Streep. Foto: AFP

Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme para TV

Olivia Colman por The Night Manager

Melhor Ator em Filme de Comédia ou Musical

Ryan Gosling por La La Land

Melhor Roteiro

Damien Chazelle por La La Land

Melhor Animação

Zootopia 

Melhor Filme Estrangeiro

Elle, de Paul Verhoeven

Melhor Ator em Minissérie ou Filme para TV

Tom Hiddleston por The Night Manager

Melhor Atriz em Série Dramática

Claire Foy por The Crown

“Eu não estaria aqui se também não fosse a Rainha Elizabeth, que está na frente há 60 anos. O mundo poderia ter mais mulheres como ela”.

Melhor Série Dramática

The Crown

Melhor Diretor

Damien Chazelle por La La Land

“Estou um pouco nas nuvens. Queria agradecer a imprensa estrangeira de Hollywood. Algumas pessoas que trabalharam comigo no set. Não foi um filme fácil de se produzir pela cenografia, coreografia (…) e por fim à minha família, meus pais, e à minha irmã, e por me apoiarem quando eu disse que queria ser diretor de cinema”.

Melhor Ator em Série de Comédia ou Musical

Donald Glover por Atlanta

Melhor Atriz em Filme de Musical ou Comédia

Emma Stone por La La Land

Melhor Filme de Musical ou Comédia

La La Land, de Damien Chazelle

Melhor Ator em Filme de Drama

Casey Affleck por Manchester à Beira Mar

Melhor Atriz em Filme de Drama

Isabelle Huppert por Elle.

Melhor Filme de Drama

Moonlight, de Barry Jenkins

Agora, nos vemos no próximo prêmio! No Oscar!

Gostou do meu post? Então compartilha!

Carol Cruz

Uma pessoa completamente apaixonada pela cultura (por todo tipo de cultura), uma produtora vidrada pelo mundo do teatro, principalmente dos musicais. Viciada em uma adrenalina de uma produção, seja ela em um ao vivo ou em um evento. Fofurices me encantam mas Caetano também. Escreve culturalmente através deste blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *