#FaltaPouco! Saiba mais sobre o Festival Olhar de Cinema que agitará Curitiba!

Para você que acompanha o blog desde o início, não é nenhuma novidade que um dos nossos – diversos – amores são os festivais de cinema. Por aqui, estamos sempre postando novidades sobre os principais eventos que acontecem no Brasil. Um deles é o Olhar de Cinema, que será realizado entre os dias 7 a 15 de Junho, em Curitiba.

Já falamos dele um pouco por aqui, mas agora apresentaremos todos os detalhes da 6ª edição do evento.

Abertura

Para a noite de abertura teremos A Família, do venezuelano Gustavo Rondón, que estreou o último dia 23 no Festival de Cannes. A exibição, em Curitiba, será às 20h30, no Espaço Itaú de Cinema do Shopping Crystal, com a presença de Gustavo.

Filmes da Mostra Competitiva (no Shopping Crystal e no Shopping Novo Batel):

Nesses dias serão exibidos 11 longas e 10 curtas-metragens na mostra principal. E são produções vindas de diversos lugares do mundo, como Itália, Chile, Costa Rica e Portugal.

Os longas são: 300 Milhas (300 miles), de Orwa Al Mokdad; Corpo Estrnageiro (Jassad Gharib), de Raja Amari; El mar la mar, de Joshua Bonnetta e J. P. Sniadecki; Fernando, de Igor Angelkorte, Julia Ariani e Paula Vilela; Grande Grande Mundo (Koca Dünya), de Reha Erdem; Máquinas (Machines), de Rahul Jain; Navios de Terra (Land vessels), de Simone Cortezão; Newton, de Amit V Masurkar; Rey (King), de Niles Atallah; Soldado, de Manuel Abramovich e Vangelo, de Pippo Delbono.

E os curtas: A Ilha do Farol, de Jo Serfaty e Mariana Kaufman; Balança Brasil, de Carlos Segundo; Ciudad maya, de Andrés Padilla Domene; Fajr, de Lois Patiño; Nyo vweta nafta, de Ico Costa; O Disco Resplandece (La disco resplandece), de Chema García Ibarra; Ocorridos em um Recinto Obscuro (Events in a cloud chamber), de Ashim Ahluwalia; Penúmbria, de Eduardo Brito; Selva, de Sofía Quirós Ubeda e Vazio/a (Vacío/a), de Carmen Rojas Gamarra.

 

Mostras Paralelas

Além da mostra principal, o festival ainda conta com mostras paralelas, são elas: mostras Outros Olhares, Novos Olhares, Exibições Especiais, Mirada Paranaense e Olhares Clássicos. Além da Mostra Foco, que este ano homenageará a cineasta tailandesa Anocha Suwichakornpong, que contará com cinco curtas, um média e um longa da cineasta. Este último será Dao Khanong. Além dessas produções, essa mostra também conta com a exibição da produção “Objeto Misterioso ao Meio-Dia”, do conterrâneo Apichatpong Weerasethakul.

O festival também conta com a mostra Olhar Retrospectivo, que homenageará F. W. Murnau, com grandes clássicos do diretor que foi destaque no expressionismo alemão, são eles: “A Última Gargalhada”, “Aurora” e “Nosferatu”, e mais 7 filmes, totalizando 10 produções, sendo oito delas inéditas aqui no Brasil.

Novidade

Além de todas essas mostras paralelas, o festival criou mais uma para este ano, que é a Pequenos Olhares. Nela, produções escolhidas especialmente para crianças e jovens. Serão exibidos filmes brasileiros, russos, franceses, espanhóis, croatas e estadunidenses.

Outras Atividades

O Olhar de Cinema também contará com encontros com os realizadores dos filmes, programadores e os críticos de cinema. Serão debates sobre as produções desta edição, sobre o cinema de invenção, o mercado de TV para roteiristas, a presença de mulheres na crítica cinematográfica e o uso das novas tecnologias e ferramentas como o YouTube para análise fílmica.

A produção também trará duas masterclasses com Anocha Suwichakorpong e Inácio Agüero, além da mesa de debate da obra Murmau e o lançamento do livro Bernadet 80, sobre sua influência no cinema nacional.

Outros eventos…

Pense que este ano o festival caprichou… além disso tudo que eu já falei, teremos mais eventos com o foco no mercado. Temas como distribuição (amo!), gestão de carteira de projetos e mercado de computação gráfica para entretenimento formam os outros encontros. A co-produção Brasil/Portugal, que cada vez está mais forte, será também assunto para debate.

Oficinas

E lá vem mais coisas para fazer dentro do festival: as – amadas – oficinas!

O 6º Olhar de Cinema contará com as oficinas de programação e divulgação com Daniel Queiroz, elaboração de projetos com Luana Melgaço e representação das mulheres no cinema com Carol Almeida.

Ufaa… acho que acabei rs…

Ou seja, temos um festival recheado, não é mesmo?!

Mais informações sobre a programação e a bilheteria você encontra no site oficial do evento.

Gostou do meu post? Então compartilha!

Carol Cruz

Uma pessoa completamente apaixonada pela cultura (por todo tipo de cultura), uma produtora vidrada pelo mundo do teatro, principalmente dos musicais. Viciada em uma adrenalina de uma produção, seja ela em um ao vivo ou em um evento. Fofurices me encantam mas Caetano também. Escreve culturalmente através deste blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *