#Kikito! Confira todos os detalhes do Festival de Cinema de Gramado!

Foto da Coletiva de Imprensa para anunciar os filmes concorrentes e homenageados. Foto: Diego Vara/Pressphoto

Festival de Cinema de gramado, que é considerado um dos maiores festivais de cinema do país, está quase chegando. Ele acontece entre os dias 17 e 26 de Agosto e sempre em Julho, os cineastas, produtores, jornalistas, críticos e cinéfilos já ficam ansiosos para saber sobre toda a programação, homenageados, filmes que irão participar e etc…

O Festival está na 45ª edição. Ao longo de todos esses anos, muitos filmes nasceram, encantaram – desencantaram – o público, diversos diretores, produtores, atores surgiram no Palácio dos Festivais, que é o local onde todas essas pessoas e o público se reúnem para acompanhar todos os filmes e homenagens. E foi pelos 45 anos de contribuições para o nosso cinema que ele foi homenageado na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, no começo do mês, em Porto Alegre.

A partir deste ano, o festival trará um país convidado de honra para compor mais ainda a programação. O primeiro será Canadá com presença do consulado e de uma delegação que acompanhará de perto o evento e trará profissionais da área para seminários e workshops.

Como de costume, o Festival fará 4 homenagens, que são consagradas com a entrega dos troféus. Este ano o “Troféu Oscarito” (para grandes atores) irá para a atriz Dira Paes, “Eduardo Abelin” (para diretores, cineastas e entidades do cinema nacional) para o cineasta gaúcho Otto Guerra, “Kikito de Cristal” (para grandes nomes do cinema latino-americano, pois o evento também conta com exibições de filmes internacionais) para a atriz argentina Soledad Vellamil, e o “Cidade de Gramado” (para aqueles que mantém uma relação forte com a cidade e o festival) que vai para o ator Antônio Pitanga pela constante participação no evento e pela carreira.

As produções selecionadas vieram de diversos estados como Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco, além do Rio Grande do Sul. O filme para a noite de abertura será “João, o Maestro”, de Mauro Lima, com o ator Alexandre Nero. O longa está fora da competição, que é dividida em 4 categorias: mostra de longas-metragens nacionais, longas-metragens internacionais, curtas-metragens nacionais e curtas do Rio Grande do Sul.

O curador Ewald Rubens Filho com o cineasta Otto Guerra, um dos homenageados do Festival. Foto: Edison Vara/Pressphoto

Rubens Ewald Filho é um dos curadores do festival. Na coletiva, ele destacou a múltipla e inédita seleção: “Gramado é uma lenda. E, tornando-se uma lenda, algumas coisas ficam mais fáceis, outras bem mais difíceis, como manter o status de lenda. Para algumas pessoas, às vezes pouco interessa se o cinema brasileiro vai bem como um todo. Elas querem saber é se ele vai bem em Gramado. Dessa forma, nossa missão é sempre renovar o Festival na medida em que ele se torne uma lenda também para novas gerações. Por tudo isso, o Festival está sempre em vias de transformação, crescendo e se modificando, mas sempre sem perder as características que o tornaram tão querido”, disse o crítico.

Confira agora a seleção completa dos filmes:

LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS

Longa “A Fera na Selva”, de Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel entrou na seleção da mostra principal. Foto:
Fernando Efe/Divulgação

– “A Fera na Selva” (RJ), de Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel

– “As Duas Irenes” (SP), de Fábio Meira

 “Bio” (RS), de Carlos Gerbase

“Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky, é um dos destaques e um dos mais aguardados da edição deste ano.
Foto: Divulgação

– “Como Nossos Pais” (SP), de Laís Bodanzky

– “O Matador” (PE), de Marcelo Galvão

– “Não Devore Meu Coração!” (RJ), de Felipe Bragança

– “Pela Janela” (Brasil/Argentina), de Caroline Leone

 

LONGAS-METRAGENS ESTRANGEIROS

– “Los Niños” (Chile/Colômbia/Holanda/França), de Maite Alberdi

– “Pinamar” (Argentina), de Federico Godfrid

– “El Sereno” (Uruguai), de Oscar Estévez & Joaquín Mauad

– “Sinfonía para Ana” (Argentina), de Virna Molina e Ernesto Ardito

– “El Sonido de las Cosas” (Costa Rica), de Ariel Escalante

– “La Ultima Tarde” (Peru), de Joel Calero

– “X500” (Colômbia/Canadá/México), de Juan Andrés Arango

 

CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS

– “#feique” (RJ), de Alexandre Mandarino

– “A Gis” (SP), de Thiago Carvalhaes

– “Cabelo Bom” (RJ), de Swahili Vidal

– “Caminho dos Gigantes” (SP), de Alois Di Leo

– “Mãe dos Monstros” (RS), de Julia Zanin de Paula

– “Médico de Monstro” (SP), de Gustavo Teixeira

– “O Espírito do Bosque” (SP), de Carla Saavedra Brychcy

– “O Quebra-cabeça de Sara” (RJ), de Allan Ribeiro

– “O Violeiro Fantasma” (GO), de Wesley Rodrigues

– “Objeto/Sujeito” (SP), de Bruno Autran

– “Postergados” (SP), de Carolina Markowicz

– “Sal” (SP), de Diego Freitas

– “Tailor” (RJ), de Calí dos Anjos

– “Telentrega” (RS), de Roberto Burd

 

CURTAS-METRAGENS GAÚCHOS (Prêmio Assembleia Legislativa)

“10 Segundos” (Canoas), de Thiago Massimino

“1947” (Porto Alegre), de Giordano Gio

“Através de Ti” (Santa Cruz do Sul), de Diego Tafarel

“Bicha Camelô” (Pelotas), de Wagner Previtali

“Cores de Bissau” (Porto Alegre), de Maurício Canterle

“Gestos” (Porto Alegre), de Alberto Goldim e Júlia Cazarré

“Kátharsis” (Caxias do Sul), de Mirela Kruel

“Luna 13” (Porto Alegre), de Filipe Barros

“Mãe dos Monstros” (Porto Alegre), de Julia Zanin de Paula

“Secundas” (Porto Alegre), de Cacá Nazario

“Sena, Os Fios em Prosa” (Porto Alegre), de Marcelo da Rosa Costa e Cacá Sena

“Sob Águas Claras e Inocentes” (Porto Alegre)”, de Emiliano Cunha

“Solito” (Porto Alegre), de Eduardo Reis

“Telentrega” (Porto Alegre), de Roberto Burd

 

Gostou do meu post? Então compartilha!

Carol Cruz

Uma pessoa completamente apaixonada pela cultura (por todo tipo de cultura), uma produtora vidrada pelo mundo do teatro, principalmente dos musicais. Viciada em uma adrenalina de uma produção, seja ela em um ao vivo ou em um evento. Fofurices me encantam mas Caetano também. Escreve culturalmente através deste blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *