#OMG! Festival de Gramado, chegamos! <3

Primeiro dia de Festival de Cinema de Gramado. Primeiro dia no Festival de Cinema de Gramado. Mais um festival. Chegamos ontem (24), na cidade de Gramado, para a cobertura dos últimos dias de um dos maiores eventos de cinema do país – se não for o mais importante. Gramado, nessa época, respira cinema, respira Kikito (muitos Kikitos, aliás. A cidade está cheia deles).

Esse primeiro dia começou maravilhoso, teve um meio razoável, e finalizou muito bem. Antes de tudo, o sol. Parece que trouxe o sol dentro da mala. O frio de 3ºC que estava fazendo no começo da semana, foi trocado por um sol maravilhoso e um temperatura de 24ºC, mas um vento bem gelado durante a noite. Uma das cidades mais bonitas do Brasil, Gramado torna a viagem mais leve e agradável. Depois de “reconhecimento da área”, de encontrar as pessoas, reencontrar esse lugar lindo, vamos começar – de fato – o festival.

A atriz durante coletiva de imprensa do “Kikito de Cristal”. Foto: Carolina Cruz/ Culturalmente Falando.
Atriz e cantora Soledad Villamil confecciona Kikito de Cristal e um vaso de Cristal, durante o Festival de Cinema de Gramado. Foto: Carolina Cruz/ Culturalmente Falando.

À tarde, passeio para a fábrica e loja “Cristais de Gramado” para o cerimônia – já tradicional – e coletiva do Kikito de Cristal. Como já falamos por aqui, o Kikito de Cristal é um reconhecimento que o Festival faz para nomes importantes do Cinema Latino-americano, pois hoje o evento não conta só com produções nacionais, mas com filmes estrangeiros também. E, como de tradição, o homenageado de cada ano vai até esta fábrica de cristais para começar a produzir o Kikito da próxima edição. O prêmio, além de ser feito de Cristal (meio óbvio), também contem uma folha de ouro. Então, essa ‘mistura’, para o troféu do ano que vem, foi feita por Soledad Villamil. A atriz argentina é a homenageada do Kikito de Cristal da 45ª edição do festival.

Depois de toda a cerimônia da produção do troféu, hora da coletiva. Para acompanhar Soledad, o curador Marcos Santuario comandou a coletiva e começou falando sobre a importância do cinema latino-americano para a sétima arte e para o festival, explicando a expansão do Festival, que cada vez mais recebe belas produções de fora. Já Soledad, começou sua fala comentando sobre a grandiosidade do cinema, a importância de cada parte, cada membro da equipe.

 

A atriz argentina não podia não falar sobre o seu próximo longa à ser lançado que é o brasileiro “Teu Mundo Não Cabe nos Meus Olhos”, de Paulo Nascimento, que será lançado em breve. Outro assunto abordado também foi o cinema latino-americano, “ainda tem muito para dar de si”, comentou a artista. Uma artista, pois além de atriz, Soledad é uma grande cantora.

Gramado toda decorada para receber seu tradicional – e belo – Festival de Cinema. Foto: Carolina Cruz/ Culturalmente Falando.

A coletiva foi breve, mas divertida e leve. Para completar a tarde, representantes do evento e a atriz cantaram parabéns para o Festival que completa 45 anos.

Isso foi só uma tarde… o restante do dia conto no próximo post! =)

Só posso adiantar uma coisa: Obrigada, Gramado! Que experiência! <3

Gostou do meu post? Então compartilha!

Carol Cruz

Uma pessoa completamente apaixonada pela cultura (por todo tipo de cultura), uma produtora vidrada pelo mundo do teatro, principalmente dos musicais. Viciada em uma adrenalina de uma produção, seja ela em um ao vivo ou em um evento. Fofurices me encantam mas Caetano também. Escreve culturalmente através deste blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *